quinta-feira, 27 de agosto de 2009

As inscrições abusivas


Esse negócio de corrida virou realmente um negócio. Lucrativo.


Estava a fim de participar dos 10km da Track and Field, dia 13 de setembro, lá na área do Iguatemi. Pois a inscrição custa R$ 76,00. Na verdade, segundo os organizadores, é R$ 70,00, mas como não há outra maneira de realizá-la a não ser através do site da Ativo.com, sai mais R$ 6,00 a título de "taxa de serviço". A meu ver, propaganda enganosa e de má fé, já que é impossível inscrever-se por R$ 70,00. O custo da inscrição é R 76,00. É isso que é efetivamente pago por quem vai correr. R$ 76,00 por 45 minutos de corrida. Serviço bem remunerado...

Tudo bem, cada um cobra quanto quiser e paga quem não tiver juízo. Só que, por exemplo, nessa prova da TF nem direito a escolher o tamanho da camiseta será possível. Ou seja, vai ser o que houver. Ano passado, acabei ficando com uma camiseta de manga longa que não chega no pulso...

Outras provas andam na mesma direção: o Circuito da Adidas, que acontece pelo primeiro ano aqui em Porto Alegre, já na segunda etapa aumentou em R$ 10,00 os valores. Provavelmente para se equiparar ao resto do país.

Semana retrasada, aconteceu a K42, maratona de aventura em Bombinhas. Pois as inscrições eram de R$ 200,00. Paga-se caro para ser largado no meio do mato. O Mountain Do, que acontece em outubro, em Florianópolis, cobra mais ou menos o mesmo valor para as duplas. No caso de a pessoa correr em octetos, o valor da inscrição gira em torno de R$ 90,00. Salgadinho. Por motivo semelhante, não gostei da prova do Desafrio Urubici (50km), pois, no meu entendimento, R$ 80,00 (em 2006) era muita grana para o pouco que se ofereceu por lá. Da mesma turma que organiza essa prova, o Desafio Praias e Trilhas está cobrando R$ 230,00 esse ano! É para correr uma vez e nunca mais... Ou nenhuma.

Desse jeito, a corrida, que tem crescido em termos de adeptos nos últimos anos, ficará inviável. Aí temos a seguinte situação: uma maratona cobra em média R$ 40,00, colocando o staff à disposição dos corredores por cerca de 5h, em alguns casos, 6h. E uma corrida de 10km cobra R$ 60,00 ou R$ 70,00, sendo que o último corredor não leva mais que 1h30 para completá-la. Tem algo errado nesse cálculo de custo. Ou, que é o que eu penso, encontraram uma forma de ganhar dinheiro fácil com a moda que virou a corrida.

Aliás, por um preço justo, tem a prova de aventura que o meu treinador está organizando, em Gramado, na serra gaúcha: 1º Gramado Adventure Running. Infelizmente, perderei a festa, pois estarei em Foz do Iguaçu para correr a maratona, no dia seguinte.

8 Comentários:

Tiago Antunes disse...

Concordo... Eu estou recém entrando para este mundo das corridas e já estou sentindo (no bolso)o que é correr essas provas...

Bom, como recém to começando mesmo, estou me increvendo, este ano, em várias corridas. A da Adidas (que não pude participar por problemas pessoais), Circuito Caixa neste domingo 30, vou participar e é uma das provas que achei um valor bem adequado, em torno de 35 reais mais a taxa da webrun de 3 reais e alguma coisa... gostei.

Mas paara ter o que fazer em setembro me inscrevi na TF 76 reais, muito caro... Mas é um gasto calculado e um fator motivacional para mim. Conheci mais pessoas que irão correr esta prova e com isso me enganjo cada vez mais...

Vai de escolha mesmo... Correr uma prova de 70 e poucos ou duas de 30 e poucos... O corredor que vai escolher... E, realmente, tá virando um negócio bem lucrativo essas "corridas organizadas". Ah! Dia 10/09 dia do kit da TF vou ser o primeiro a pegar o meu (risos) valeu pela dica!

Abraço e boas corridas

Stéphanie Perrone disse...

acho que porto alegre devia se inspirar em curitiba, onde a rustica de 10km que vai ocorrer junto com a maratona custa 25 reais.

Hideaki disse...

Não vejo NENHUM problema na existência de provas caras. O que eu lamento ainda é a ausência de provas baratas, gratuitas e beneficentes (estas, não necessariamente baratas no Brasil). No exterior, está cheio de provas deste tipo. Por vezes, sem medalha, sem camiseta, sem frescura, mas que respeitam os participantes.

Além do mais, não é nenhum absurdo treinar focado durante dois meses para uma única prova. E neste período, com certeza deve ter pelo menos uma prova com o preço justo. É triste quando os runners começam a ficar reféns das provas, para continuar correndo.

Lógico, tem o caso dos colecionadores de medalhas também. Estes tem a "obrigação" de correr todo santo fim de semana, às vezes, até duas vezes por FDS. Mas eu acho que quem se inscreve em mais de 15 provas por ano e ainda reclama, tem que tomar um pouco de simancol também. Tá chorando de barriga cheia.

JC Baldi disse...

Tiago,
Te entendo. Quem tá iniciando tem que se motivar, e uma prova sempre tem esse poder, seja qual o preço da inscrição. Boa sorte por lá!

Stéphanie,
As rústicas que acompanham as maratonas são, via de regra, mais baratas que as corridas 'normais' de 10km. É uma grande vantagem para quem participa, porque aproveita-se toda a infra-estrutura da prova principal.

JC Baldi disse...

Japa,
Tbém não vejo problema nenhum haver provas caras. Se há público, que existam... a questão é quase todas elas estão subindo de preço, e, comparativamente com uma maratona, que demanda muito mais organização, tempo do staff à disposição, preparação do corredor, etc, tornam-se excessivamente voltadas ao lucro por si só. Ok, toda atividade destina-se a ter lucro. No entanto, como disse, acho que tem gente aproveitando o boom de corrida, de preocupação com a saúde, para lucrar bastante. Excessivamente, a meu ver.

Aqui em POA, por exemplo, há a prova de Caixa no findi por um bom preço e quase mais nenhuma além das 'caras', o que torna, de certa forma, o corredor refém destas corridas... Ou elas, ou nada...

Jorge disse...

Meu amigo JC, concordo com vc o problema que a corrida virou moda e os corredores não são unidos, hj em dia estou selecionando as provas que estou fazendo é um absurdo isto acontecer, mais como eu falei se os corredores fossem unidos e boicoitassem essas provas abusivas, as organizadoras de corridas iriam abaixar com certeza...Mais enquanto os corredores não aprendem a tendência é aumentar mesmo.

Bom final de semana, boas corridas e um abraço,

Jorge Cerqueira
www.jmaratona.blogspot.com

::TC Projeto Triathlon (Tuco):: disse...

Fala JC!! Em solidariedade e apoio á causa postei algo parecido em meu blog: http://tcprojetotriathlon.blogspot.com/2009/08/inscricoes-abusivas-ii.html.
EU VEJO PROBLEMAS NAS PROVAS CARAS!! E muitos!!. É um mercado mercenário e muito sujo. Ganham com inscrições, patrocínios, e até do Estado. O que ocorre é que como estamos num Brasil em que todos se acomodam e deixam a situação como está, o fato corre despercebido. É assim em casa, na comunidade, na cidade, no senado, e por aí afora... A elite da corrida não é quem pode pagar meu camarada, e sim quem corre mais, quem deu mais duro, quem treinou com afinco. O que eu fico triste é de ver algum corredor, que ama o esporte, ou qualquer outro atleta tendo que ficar de fora da prova por causa do valor de uma inscrição... Isso ocorre até em olimpíadas!! Realmente não é o que eu desejo do esporte. Talvez seja utopia, alguns achem uma discussão sem fundamento, mas é no fundo destes questionamentos e reclamações que surgem as mudanças. Vamos á luta!! Tenho dito!!!

JC Baldi disse...

Grande comentário, Tuco!
Depois passo lá para dar uma conferida no teu texto.

Abraço

Postar um comentário

Não perca tempo. Corra para comentar, antes que outro chegue antes!

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO