quinta-feira, 23 de abril de 2009

Corrida do Centenário do Inter


Sábado, dia 18 de abril, tivemos a corrida do centenário do Sport Club Internacional.

Peguei as crianças, meio a contragosto delas, e rumamos para lá. Disse aos dois: assim como eu faço as coisas de vocês mesmo não gostando, vocês também têm que fazer as minhas. Aproveitei para ver o pessoal da equipe correr e para tirar umas fotos. Se não fosse isso, como gremista, certamente não apareceria.


Dia lindo. Para praia. Corrida marcada para as 16h. Antes ainda havia o triatlo, desde cedo da manhã. Bom, quando a gente planeja uma corrida para esse horário, deve imaginar que um sol forte poderá brilhar. E, em função disso, deve planejar o que fazer se isso acontecer. Parece que o povo organizador não pensou em tal hipótese.


Porque saiu praticamente tudo errado. Não havia separação entre as pistas que iam e voltavam, causando tumulto entre o pessoal da elite que retornava naquela velocidade que lhe é peculiar e o pessoal que recém ia. Água, no retorno no km 2,5 também não havia. E, onde havia, não tinha gente suficiente para distribuí-la. Isso ocasionou muitos contratempos a inúmeros corredores, que até chegaram a passar mal (embora eu discorde em parte disso, mas é assunto prá outro post). E, depois, a premiação foi uma confusão só. O Alessandro, meu colega de equipe, que ficou até altas horas por lá, relata mais detalhadamente esses percalços de amadorismo da organização no blog dele.


Mas eu queria chamar atenção para uma outra questão. Na foto acima, vocês irão perceber que existem corredores de elite largando como tal. E, infiltrado entre gente de ponta como o Antônio Carlos e o Tauro (que está de camiseta amarela e óculos escuros), corredor multicampeão aqui em Porto Alegre, um cidadão com camiseta escrito Inter que, em todas as provas aqui, faz essa palhaçada para aparecer nas fotos. Pelo visto, baseado nas camisetas, ainda chamou mais dois para fazerem o mesmo. Deve fazer os 10km em 50 minutos, mas larga feito um condenado só para se exibir, correr 200m e atrapalhar os que realmente têm ritmo forte. Já vi várias vezes outros corredores reclamando para ele, mas o cara insiste na situação. Uma pena que existam pessoas tão pequenas assim, que não se dão conta do ridículo que estão fazendo.

3 Comentários:

Jorge disse...

Julio querido amigo, mesmo com alguns percalços que lhe aconteceram nesta corrida como a falta de água lhe parabenizo a todos vcs pela conclusão dessa prova. Olha postei no meu blog 2 protestos sobre desorganização nas corridas e inclusive sobre a distribuição de ÁGUAS, realmente não podemos nos calar é nós corredores do povão qeu fazemos a festa se nas corridas tiverem só corredores de elite os organizadores vão falir, mais tem uma solução para isso pois é só nos UNIR e deixarmos de fazer certas provas para eles sentirem.
GOSTEI MUITO DO QUE VC DISSE NO SEU PERFIL DE SEU BLOG.
"Porque depois que a gente termina uma corrida, só quer ver a medalha, descansar e se hidratar. O blog é para reunir histórias e experiências de quem corre, dicas de corridas legais (ou nem tanto). Mais que relatos de provas, o blog vai se aventurar, seguidamente, pelo universo comportamental e psicológico da corrida".

é isso mesmo que vc continue perpetuando esse espírito da corrida dentro de vc.

Bons treinos,

JORGE CERQUEIRA
www.jmaratona.blogspot.com

Dreyer disse...

Julio, tem coisas tão simples de se fazer nas provas para organizá-las, mas é muito melhor cobrar a inscrição, entregar o kit e pegar o dinheiro de quem corre e patrocina.

Abração

JC Baldi disse...

Verdade, Alessandro, mas vai chegar uma hora que não conseguirão mais fazer isso. E acho que não tá tão longe assim. Pq algumas coisas são muito básicas para os tempos atuais.

Postar um comentário

Não perca tempo. Corra para comentar, antes que outro chegue antes!

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO