domingo, 9 de agosto de 2009

Circuito europeu



Agora, para mim, começa uma época boa para provas no exterior. Lamentavelmente, nesse ano, é impossível. Quem sabe lá por 2011.

Porque o começo do ano é complicado em matéria profissional. Já é difícil treinar para uma maratona em Porto Alegre, quanto mais para alguma fora. Mas a grande questão mesmo é o trabalho. Os primeiros 6 meses do ano são terríveis. Agora é que começa a acalmar.

As 3 maratonas que fiz no exterior (Mônaco, Florença e Amsterdã) foram em outubro e novembro, meses ótimos para mim e com preços razoáveis. A maratona de Mônaco mudou de época, agora é em março, o que tornou-a inviável para mim. Mas é uma prova que gostaria de repetir um dia. Não sei se tem algo a ver, mas criou-se uma maratona em Nice, Marathon Des Alpes-Maritimes, em novembro, que foi onde fiquei quando corri em Mônaco, já que é a 15km de distância e com preços bem mais em conta. A de Mônaco ia para a Itália e voltava. Agora, essa sai de Nice e vai para o outro lado, até Cannes, onde termina. Não sei se a criação dela influenciou a troca de data de Mônaco ou se foi criada justamente em função da lacuna pela mudança. Ou se nenhuma coisa, nem outra. É uma região belíssima. E a distância Mônaco-Cannes é de apenas 37 km, com Nice praticamente no meio dessa brincadeira. Recomendo com louvor. O site de Nice-Cannes é espirituoso é começa com um trocadilho: "Yes we CANNES" e "The marathon is very NICE".

Florença, nesse ano, é dia 29/11. Para quem, como eu, gosta de aproveitar a viagem e correr (quase) tudo que dá, a maratona de Milão, na semana anterior, é uma boa pedida. (Seria, porque também mudou de data, para 11/04/2010.) Sem falar que as duas cidades são próximas e bem interessantes, dá para aproveitar ambas 3 ou 4 dias, o que suficientemente bom para olhar o que é preciso sem ficar enfadado. Apesar da mudança, de qualquer modo, tem que visitar ambas as cidades.

Como sempre defendo que devemos viajar, unir o útil ao agradável, e correr 2 maratonas nos 2 finais-de-semana em que estivermos na Europa, saí buscando no Active Europe e no site da AIMS (Associação Internacional de Maratonas) provas na semana anterior ou seguinte para poder suprir a ausência de Milão. Não encontrei... hehe... mas aí estão os caminhos. Na verdade, achei uma prova mais maluquinha, no estilo dos MMs, de Saint-Etienne a Lyon, noturna, de... 69 km. E, por incrível que pareça, apesar de nunca ter ouvido falar nessa prova, ela está na 56ª edição. Dia 06 de dezembro, a 40 euros, para quem se aventurar, com direito a lanterninha na cabeça.

Outubro é mais pródigo em matéria de provas. Dia 04 tem a maratona de Budapeste, na Hungria. Dia 11, a maratona de Timisoara, cidade romena quase na fronteira com a mesma, o que dá para criar uma dobradinha. Também dia 11, a 22ª edição da maratona da Ferrari, na cidade de Maranello. Para quem não gostou da dupla Budapeste-Timisoara, dá para encarar Timisoara-Bucareste, capital da Romênia, na qual a prova acontece dia 18. É uma que quero fazer um dia. Dá para tentar outra dobradinha, dessa vez na Holanda, fazendo Eindhoven, dia 11, e Amsterdã, dia 18. Essa última vale muito a pena: cidade maravilhosa, percurso ótimo e praticamente todo plano, ideal para boas marcas. Por último, no fim-de-semana seguinte, há as maratonas de Veneza, La Sereníssima, na Itália, e de Lausanne, na Suíça. As duas devem, um dia, estar no meu currículo, talvez por 2020...

Entra ano, sai ano, as maratonas quase sempre permanecem nas mesmas datas, mesmo mês, mesmo fim-de-semana. Então, o jeito é se programar, juntar uma grana, treinar e depois aproveitar uma estada na Europa. Certamente, será inesquecível.

Seja o primeiro a comentar

Postar um comentário

Não perca tempo. Corra para comentar, antes que outro chegue antes!

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO